De acordo com alguns dos melhores dados científicos disponíveis hoje, as vacinas contra a gripe só funcionam contra 10% dos vírus que causam os sintomas da epidemia de gripe sazonal. Não só isso, nas vacinas contra a gripe foram encontradas causas de reacções que podem danificar o coração, o desenvolvimento do feto, e mesmo o sistema imunitário das crianças. Será que realmente vale o risco se vacinar?

Artigos recentes têm mostrado que existe uma grande falta de evidência de que a vacina contra a gripe realmente funciona de forma eficaz para a prevenção da gripe comum, especialmente quando se trata de crianças com menos de dois anos, os idosos e os trabalhadores da saúde. Estas vacinas, de fato, não funcionam como é anunciado. Elas são prejudiciais para nossa saúde e a saúde de nossa geração de jovens e velhos.

“Tem mais de 200 vírus que causam gripe e doenças semelhantes à gripe que produzem os mesmos sin-tomas (febre, dor de cabeça, dores e dores, tosse e coriza). Não há testes de laboratório, os médicos não podem dizer que são duas doenças distintas. Elas duram cerca de dois dias e raramente levar à morte ou doença grave. No melhor dos casos, as vacinas podem ser eficazes apenas contra influenza A e B, que representam cerca de 10% de todos os vírus circulantes, “( Fonte: http://summaries.cochrane.org/CD001269/vaccines-to-prevent-influenza-in-healthy-adults).

Verificou-se que vacinas contra a gripe aumentam o risco de ataque cardíaco
Por exemplo, um estudo feito sobre uma publicação do International Journal of Medicine no ano 2011 revelou um fato algumas vezes abordado pelas autoridades de saúde convencionais: a vacina da gripe causa alterações cardiovasculares inflamatórias, indicando aumento do risco de eventos cardíacos graves, como ataques cardíacos.
Sob o título “relacionada com a inflamação de influenza A e efeitos dos adjuvantes da vacina na acti-vação de plaquetas e a função cardíaca autonômica” o estudo concluiu:

“Juntamente com uma reacção inflamatória, a influenza A produz a activação das plaquetas induzida pela vacina e o desequilíbrio simpatovagal adrenérgico. Acharam-se correlações significativas entre os parâmetros de PCR [proteína C-reativa) e níveis de HRV [variabilidade da frequência cardíaca], suge-rindo uma ligação fisiopatológica entre a inflamação e a regulação autonômica cardíaca. A ativação das plaquetas e a disfunção autonômica cardíaca relacionada com a vacina pode transitoriamente aumentar o risco de eventos cardiovasculares”.

Realmente, vale a pena colocar seus seres queridos através dos riscos potenciais destas vacinas, que só têm uma chance de 10% que vai funcionar?

Fontes: https://www.facebook.com/NaturalCuresNotMedicine

https://argentinasinvacunas.wordpress.com/2016/02/14/estudios-muestran-que-la-vacuna-contra-la-gripe-puede-danar-el-corazon-de-adultos-ninos-y-del-feto/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s