DIAZEPAN, RIVOTRIL, FRONTAL

Vocês usam esse tipo de medicamento para dormir??

Essa classe de medicamentos foi aprovada nos anos 1960 nos Estados Unidos – acreditava-se que fossem mais seguros que os barbitúricos, usados no início do século XX para o tratamento da insônia e ansiedade. Eles são usados como tratamento primário para a insônia, ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático, transtorno obsessivo-compulsivo e outras condições.

Estudo realizado com mais de 9000 canadenses e apresentado em outubro de 2015 no OMED, congresso do American College of Osteopathic Neurologists and Psychiatrists, revelou que quando essa classe de medicações é usada por até 3 meses, poucos efeitos adversos são relatados. Porém, quando esse uso de estende além dos 3 meses e, pior, além de 6 meses, O RISCO DE DEMÊNCIA DE ALZHEIMER CRESCE 84%!!

Outros efeitos indesejáveis do seu uso crônico:

  • perda de memória,
  • perda de concentração,
  • dificuldade motora,
  • reação paradoxal (maior excitação depois do uso),
  • indiferença afetiva,
  • quedas, fraturas, tontura, zumbidos,
  • sensação de ressaca (sonolência excessiva),
  • dependência.

Cerca de 50% dos pacientes que usam benzodiazepínicos por mais de 12 meses evoluem para síndrome de abstinência.

Estima-se que 50 milhões de pessoas façam uso diário de benzodiazepínicos. A maior prevalência encontra-se entre as mulheres acima de 50 anos, com problemas médicos e psiquiátricos crônicos. Os benzodiazepínicos são responsáveis por cerca de 50% de toda a prescrição de psicotrópicos. Um em cada 10 adultos recebe prescrições de benzodiazepínicos a cada ano, a maioria feita por clínicos gerais.

REFLEXÃO: no Brasil, esses medicamentos precisam de controle especial (receita azul) e só podem ser prescritos por MÉDICOS. Portanto, somos co-responsáveis por todos esses efeitos. Existem várias alternativas na ‪#‎medicinaintegrativa‬ ao uso dessas drogas, todas sem controle especial e sem tantos efeitos indesejados. Mas, claro, sem interesse comercial algum…

Medicina baseada em cura de sintomas não é Medicina curativa. É MEDICINA PALIATIVA. Que, obviamente, tem seu lugar. Mas hoje ocupa TODOS OS LUGARES 🤔
Fonte: sciencenewsline.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s